O Primeiro Passo

10/08/2009 at 11:54 am 4 comentários

Oi, meu nome é Bruno Amato. Tenho 27 anos, moro na São Paulo capital e gosto de música, livros, quadrinhos, seriados de TV e filmes. Principalmente filmes. De todos os tipos, países e épocas. Gosto tanto que escrevi para algumas revistas especializadas (três eletrônicas, uma impressa) e tive dois blogs antes deste. Mas parei totalmente de escrever sobre cinema meses atrás, porque já não era mais prazeroso. Eu estava muito insatisfeito com minha vida pessoal (e familiar, e profissional…) e com minha capacidade como escritor.

 Nos últimos tempos, cada insatisfação alimentava a outra num círculo vicioso. Ao parar de escrever, eu imaginava ingenuamente que teria tempo e energia para resolver os problemas que me impediam de escrever. Foi mais ou menos nessa época que passei a meditar e estudar Zen budismo. Essas atividades me ajudaram a aceitar as minhas limitações. Entendi que nem sempre é possível resolver nossos problemas imediatamente. Às vezes, é melhor esperar calmamente o tempo que for preciso para ter a oportunidade de solucioná-los. Daí minha inatividade, que me trouxe certa paz.

 Entretanto, aos poucos percebi que algo faltava. Até que li algo que mexeu comigo. No excelente livro Mente Zen, Mente de Principiante, mestre Shunryu Susuki diz que “calma na inatividade é fácil. A calma na atividade é a verdadeira calma”. Por isso estou de volta. Eu vou escrever aqui, sempre que possível, sobre música, livros, quadrinhos, seriados de TV e filmes. Principalmente filmes.

 Seja sempre bem-vindo!

Anúncios

Entry filed under: Cinema, Diário, Livros, Música, Meditação, Quadrinhos, TV. Tags: , , , , , .

Zen Budismo

4 Comentários Add your own

  • 1. Ailton Monteiro  |  17/08/2009 às 12:14 pm

    Bom retorno, Bruno! E bom saber que você encontrou (ou está mais perto de encontrar) a paz. Eu ando numa fase de inquietação mas não estou querendo me livrar dela por enquanto. Ela deve ter a sua função.

    Responder
    • 2. brunoamato  |  17/08/2009 às 1:42 pm

      Brigadão Ailton! Uma das coisas que estou aprendendo é que esse tipo de paz não existe ou se existe ela é temporária. A inquietação, quando usada a seu favor, é (ou também é) paz. Abraços!

      Responder
  • 3. Polyana  |  17/08/2009 às 2:38 pm

    Adorei seu retorno, Bruno! E adorei também esse seu texto de estréia, que guarda uma singularidade única: seu coração está impresso em todas as palavras. Maravilhoso! Muito interessante essa coisa sobre o Zen budismo. Eu não conheço nada disso e espero que possamos, um dia, conversar sobre isso, hein? E temos que sair logo, assim como combinamos! beijos e boa sorte na empreitada da escrita!

    Responder
    • 4. brunoamato  |  18/08/2009 às 8:39 am

      Muito obrigado Polyana! Valeu mesmo! Pode deixar, na próxima vez que conversarmos eu te conto mais sobre Zen Budismo. Beijos

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

agosto 2009
S T Q Q S S D
    set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: