Se Beber, Não Case!

26/08/2009 at 10:00 am 4 comentários

IMAGEM: Cinema em Cena

IMAGEM: Cinema em Cena

Todd Phillips, 2009

 Ao contrário de um bocado de gente que respeito, eu até gostei deste filme. Mas, de fato, a reputação de comédia do ano ou dos últimos anos é exagerada. A premissa é até boa: quatro amigos viajam para Las Vegas para a despedida de solteiro de um deles. Após uma noite de álcool e drogas, três deles acordam de ressaca no quarto de hotel. O noivo desapareceu e, pior, o trio restante não lembra de nada da noite anterior.

 As imagens deles despertando confusos e enjoados num quarto destruído são marcantes e beiram o surrealismo – cadeira fumegante, galinha passeando, tigre no banheiro… As piadas vão surgindo conforme eles vão investigando o sumiço do amigo e descobrindo as barbaridades que cometeram na noite passada (o que inclui alguns crimes e muita gente p… da vida).

 Algumas gags me chamaram a atenção pelo uso da música comentando a imagem – entre elas: o diálogo sobre “Who let the dogs out?”; Mike Tyson ouvindo In the Air Tonight do Phil Collins; e um dos amigos no piano cantando uma letra engraçadíssima sobre a situação absurda em que se meteram.

 Também fiquei surpreso com o equilíbrio entre os três personagens principais. Todos se destacam, nenhum rouba espaço dos outros. Embora o perturbado Alan (Zach Galifianakis) me fez rir mais alto. Em compensação, eu mal percebi o noivo antes dele sumir. Ele é apenas uma MacGuffin – termo usado pelo Hitchcock para descrever o pretexto para movimentar o enredo (exemplo: documentos secretos em filme de espionagem, aqui um noivo desaparecido).

 Mas a falta de personalidade do noivo prejudica o final do filme. Por que você deveria se importar se o casamento dele (com uma noiva antipática, ainda por cima) vai atrasar ou não? É um desfecho sem-graça e pior, conformista. Pois os personagens retornam felizes a suas vidas chatas e distantes da “cidade do pecado”- é assim que eles apelidam Las Vegas.

 Talvez seja de propósito. A idéia seria mesmo mostrar que nossos anti-heróis são cegos demais para viver a vida que realmente querem. Porém, comédias só têm graça com personagens causando confusões e desordem. A ordem é chata.

Canção para um noivo sumido

Anúncios

Entry filed under: Cinema. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , .

Internacional 2 Zazen, a meditação sentada

4 Comentários Add your own

  • 1. Ailton Monteiro  |  26/08/2009 às 2:08 pm

    Pelo menos o cara que era chifrado pela mulher deu um fora nela e ficou com a stripper. hehehe..

    Responder
  • 2. Ailton Monteiro  |  26/08/2009 às 2:09 pm

    Err.. Vale mandar alerta de spoler depois do comentário? heheh

    Responder
    • 3. brunoamato  |  26/08/2009 às 2:24 pm

      Ailton, eu acho que se eu vou me preocupar com esse negócio de spoiler na hora de escrever, não vou escrever nada. Eu tento não revelar nada de muito importante num texto, mas não é uma prioridade.

      E convenhamos, é bico adivinhar que esses personagens vão mesmo ficar juntos no final. Spoiler importante seria se não ficassem!

      obs: mas ela também é uma acompanhante. Não vai chifrar o cara do mesmo jeito, todos os dias?

      Responder
  • 4. Ailton Monteiro  |  26/08/2009 às 2:38 pm

    Verdade. Uma vez corno, sempre corno..hehehe

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

agosto 2009
S T Q Q S S D
    set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: