Planeta Terra 2009

15/11/2009 at 11:33 am Deixe um comentário

ptis1

Foto: Reinaldo Marques/Terra

A Entrada

Eu perdi várias apresentações do Planeta Terra porque quis rever dois filmes muito importantes na repescagem da Mostra SP. Para você ter uma idéia, cheguei no Playcenter literalmente segundos depois do Primal Scream terminar. Mas, a julgar pelos comentários sobre problemas técnicos, não perdi nada. Por outro lado, lamentei perder Móveis Coloniais de Acaju. Resumindo, com esse atraso eu fui direto ao motivo mais importante para estar lá.

O Local

Tenho pouco a reclamar do local. Os brinquedos funcionando enquanto aconteciam as apresentações deram um toque a mais pro show. Pena que não entrei em nenhum, para não desperdiçar a chance de ver pela primeira vez meus ídolos mais aguardados no palco.

ptsy3

Foto: Reinaldo Marques/Terra

Sonic Youth

Foi uma emoção à parte ver Sonic Youth ao vivo pela primeira vez. E com uma garoa fina, mas persistente, que começou quase ao mesmo tempo que o grupo e deu um clima a mais pra apresentação. Dito isso, senti leve decepcão no começo, a banda me pareceu desconfortável nas duas primeiras canções (se não me falha a memória, No Way e Sacred Trickster). Mas depois disso a apresentação se tornou muito mais vibrante e eufórica.

Um feito, se você lembrar que a maioria das canções saíram do último disco deles, The Eternal, do qual gosto bastante, mas considerava distante dos melhores trabalhos deles. Sem dúvida The Eternal soou muito mais empolgante ao vivo. Talvez eu tenha que reavaliar o disco com mais cuidado. Quanto ao resto, teve até Kim Gordon girando no palco até cair. Este fã não pode reclamar.

Iggy & The Stooges

A chuva parou e a apresentação começou de surpresa, uns cinco minutos mais cedo que o previsto (pelo menos foi a impressão que tive). E foi bombástico. Há muito suspeito (e a noite só reforçou isto) que o sonho de Iggy Pop é morrer literalmente no palco. Ele correu, pulou, chutou o microfone, engatinhou e se jogou nos fãs. Enfim, tudo que você espera dele. Se você acha ele um poser, paciência, mas então pelo menos considere que Iggy praticamente foi um dos inventores do que hoje você chama de poser.

Houve música também, mas como avaliar a música sem considerar toda essa performance? Não dá, Iggy & The Stooges mais que um show de música, foi um espetáculo no sentido mais amplo da palavra. No momento mais bonito, Iggy convidou alguns membros da platéia a subirem e ajudá-lo (ele enfatizou o “alguns”). Em segundos o palco sofreu uma verdadeira invasão brazuca de 50 ou mais pessoas. Em vários momentos foi impossível perceber onde estava Iggy. Pena que houve agressões quando a multidão se dispersava e descia por seguranças que não entendem nada de show. Felizmente muito mais gente entende do assunto. Ainda bem.

O Resto

Cansado e com dor nas costas (de tanto pular no Sonic Youth), não prestei atenção no N.A.S.A., que me pareceu uma apresentação de fim de festa (não, isto não foi um elogio). Mas foi bom avistar amigos como a querida Ivis e o Tiago Superoito. A noite foi boa.

Anúncios

Entry filed under: Diário, Música. Tags: , , , , , , , , , , , .

33ª Mostra SP – Top 10 e outros rankings Cineclube Equipe investiga curtas-metragens contemporâneos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

novembro 2009
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: